Conder intensifica obras de preservação e valorização do Centro Antigo

24 sep 13

O trabalho segue a orientação do Ipac para manter a originalidade da arquitetura local

A Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), por meio da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas), continua realizando obras de reparo e manutenção nas ruas do Centro Antigo da capital baiana (foto). Os trabalhos, neste mês, estão concentrados nas ruas Inácio Acciole, Ordem Terceira e Laranjeiras, no Pelourinho, onde são recuperados telhados e fachadas das casas, além de serviços de limpeza, iluminação pública e restauração dos passeios, com projeto de acessibilidade.

 

Aproximadamente 130 homens trabalham diariamente na recuperação da área e na pavimentação da Rua Alfredo de Brito e da fachada da sede do Olodum, na Rua Gregório de Matos. Engenheiros, técnicos, serralheiros, pedreiros, pintores, carpinteiros e auxiliares intensificam a execução dos serviços.

 

"O trabalho segue a orientação do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) para manter a originalidade das cores da arquitetura local", explica Beatriz Lima, titular da Dircas.

 

 Reabilitação - As intervenções, segundo previsão da Dircas, serão concluídos no final deste mês, quando começa outra etapa nas ruas João de Deus e J. Castro Rabelo. A obra faz parte do Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador, que está em andamento para preservar e valorizar o patrimônio cultural, além de impulsionar as atividades econômicas e culturais da região e propiciar condições para a sua sustentabilidade.

 

Desde o início das obras de recuperação dos casarões, há dois anos, foram concluídas intervenções em 461 imóveis, o equivalente a 51% do total previsto para o Centro Histórico de Salvador. "Estamos desenvolvendo as ações na recuperação por blocos de casas. Assim mantemos as obras concentradas numa mesma região, o que facilita a execução dos serviços e minimizam os transtornos para a população", afirma Beatriz.

 

 Acordo - O Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador é resultado de acordo firmado entre a União, Estado e Município, e de convênio com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A Diretoria do Centro Antigo de Salvador é responsável pela coordenação e execução das obras, e pela captação de recursos para viabilizar projetos e ações para a requalificação da região.

 

 


(Fonte: Diário Oficial do Estado)

Tags:
As estações de trem e metrô e os terminais de ônibus da cidade de São Paulo poderão receber grandes prédios residenciais e comerciais, como shoppings, faculdades e hospitais. O novo texto do projeto da Lei de Zoneamento, publicado pela Câmara Municipal no sábado, 20, no Diário Oficial da Cidade, permite novas construções nesses locais com área até quatro vezes maior do que a do terreno. O projeto
A administração pública pode desapropriar imóvel de um particular diante de situações de utilidade pública, necessidade pública ou interesse social. Entretanto, se não cumpre nenhum desses objetivos, ocorre a chamada “tredestinação”. Assim, se a finalidade pública do imóvel desapropriado é ignorada, o antigo proprietário pode ser indenizado.

Publicação Sugerida

Saiba mais sobre condomínios.
Não, isso não pode ocorrer, já que ao alugar a unidade, o inquilino adquire os mesmos direitos que qualquer outro morador do condomínio. O regulamento interno deve oferecer outros critérios de desempate, como sorteio – quando a data é muito concorrida – ou privilegiar quem fez a reserva antes.