Uso de dados

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Concordo
CNJ lança o Serviço de Atendimento Eletrônico Compartilhado (SAEC)

CNJ lança o Serviço de Atendimento Eletrônico Compartilhado (SAEC)

18 oct 21

CNJ lança o Serviço de Atendimento Eletrônico Compartilhado (SAEC)

 

Natália de Sá Ribeiro de Barros Barreto

 

A Corregedoria Nacional de Justiça lançou, em 21/09/2021, o Serviço de Atendimento Eletrônico Compartilhado (SAEC), o qual pode ser acessado através da página https://registradores.onr.org.br/. O serviço permite o atendimento virtual dos usuários por todos os cartórios de registro de imóveis pela Internet. 

 

Regulamentada pelo Provimento CNJ n. 89/2019 e implementada pelo Operador Nacional do Sistema de Registro Eletrônico de Imóveis (ONR), ao qual estão vinculados todos os registros de imóveis do país, a ferramenta possibilita o acompanhamento tanto pelo CNJ quanto pelas Corregedorias Gerais de Justiça dos estados da eficiência das serventias, bem como a realização de inspeções remotas.  

 

A implementação do SAEC faz parte do projeto de efetivação do Sistema de Registro Eletrônico de Imóveis (SREI). A plataforma, além de auxiliar na realização de correições remotas das serventias, receberá demandas pelos serviços de registro de imóveis, encaminhando-as aos cartórios competentes.   

 

Para a Corregedora Nacional de Justiça, ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, o SREI universaliza as atividades de registro público imobiliário. Na solenidade de implementação do SAEC, declarou a ministra que “esse projeto, para além da implantação de todo serviço eletrônico, abrange a criação do SAEC e a interligação das unidades de registro de imóveis, sem a centralização de dados e com a instituição da escrituração eletrônica de todos os livros de registro de imóveis”. 

 

Tags:
As estações de trem e metrô e os terminais de ônibus da cidade de São Paulo poderão receber grandes prédios residenciais e comerciais, como shoppings, faculdades e hospitais. O novo texto do projeto da Lei de Zoneamento, publicado pela Câmara Municipal no sábado, 20, no Diário Oficial da Cidade, permite novas construções nesses locais com área até quatro vezes maior do que a do terreno. O projeto
O Governo do Estado, por meio da Polícia Militar, o Ministério Público do Estado (MPE), a Polícia Rodoviária Federal e a Prefeitura de Salvador estabeleceram um protocolo de ações para ordenar manifestações que causem transtorno à mobilidade urbana em vias e rodovias. O plano foi apresentado ontem durante reunião na sede do MPE (foto), no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.
A 6.ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF1) concedeu a um casal do estado de Goiás o direito de usar o saldo do FGTS para quitar consórcio imobiliário. A decisão confirma sentença da Vara Única de Aparecida de Goiânia/GO.